Use este identificador para citar ou linkar para este item: http:/livroaberto.ibict.br/handle/1/839
Título: A física e o desenvolvimento nacional
Autor(es): Centro de Gestão de Estudos Estratégicos (CGEE)
Palavras-chave: Física
Desenvolvimento econômico
Mapeamento da física
Físicos nas empresas
Interação indústria-academia
Data do documento: 2012
Editor: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE)
Sociedade Brasileira de Física (SBF)
Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP)
Citação: BRASIL. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Centro de Gestão de Estudos Estratégicos. Sociedade Brasileira de Física. A física e o desenvolvimento nacional. Brasília: CGEE/SBF/FINEP, 2012. 116 p.
Resumo: O presente estudo infere a existência de uma comunidade de física brasileira diversificada, com cerca de 35% de físicos teóricos, 35% de experimentais e um número significativo de físicos dedicados ao ensino (26%), sendo que o restante realiza atividades de gestão. Este estudo estima que, em 2012, a comunidade de Física consiste em 10 mil membros, sendo que cerca de 20% destes são estudantes de graduação.
Descrição: 116 p.
URI: http://livroaberto.ibict.br/handle/1/839
Aparece nas coleções:Popularização da CT&I e melhoria do ensino de ciências (CT&I para o desenvolvimento social)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
A FISICA e o desenvolvimento nacional.pdfDocumento principal1,16 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.